... Você pode me ver do jeito que quiser, eu não vou fazer esforço pra te contrariar, de tantas mil maneiras que eu posso ser, estou certa que uma delas vai te agradar...

Total de visualizações de página

terça-feira, 19 de outubro de 2010




“Hoje eu só queria um carinho, um dengo, um afago, um mimo… Desses que alisam a alma da gente e aquecem o coração também. Queria um poema feito para mim mesmo sem rima, sem contexto… Só um poema no avesso feito de vida e de verdades… Não precisava ser assim… uma obra fenomenal! Bastava um escrito normal de quem gostasse de mim…”

Nenhum comentário:

Postar um comentário