... Você pode me ver do jeito que quiser, eu não vou fazer esforço pra te contrariar, de tantas mil maneiras que eu posso ser, estou certa que uma delas vai te agradar...

Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010




"Não sei se será possível a gente escolher
as próprias verdades, elas mudam tanto.
Não só por isso, nossas verdades quase nunca
são iguais às dos outros, e é isso que gera o que chamamos de solidão,
desencontro, incomunicabilidade.
Talvez a maneira como me debato seja natural, e até positiva.
É possível que eu parta daí para um conhecimento maior de mim mesmo.
Então estarei livre.
Acho que meu mal sou eu mesmo, esses círculos concêntricos
envolvendo o centro do que devo ser.
Mas só poderei me aproximar dos outros
depois que começar a desvendar a mim mesmo.
Antes de estender os braços, preciso saber o que há dentro desses braços,
porque não quero dar somente o vazio.
Também não quero me buscar nos outros,
me amoldar ao que eles pensam, e no fim não saber distinguir
o pensar deles do meu".



Caio.F.Abreu

Postado por Dias melhores pra sempre...


Nenhum comentário:

Postar um comentário