... Você pode me ver do jeito que quiser, eu não vou fazer esforço pra te contrariar, de tantas mil maneiras que eu posso ser, estou certa que uma delas vai te agradar...

Total de visualizações de página

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

AH! MINHA TERRA!

Quando do sol espargem os primeiros raios
Banhando o alvorecer de alegria e esperança
Os pássaros em revoada saúdam
O despertar de um novo dia
No alto da colina, sentinela alerta
O Bom Jesus abençoa a Criação

A cidade desperta!
No corre-corre, as pessoas sem parar
Deixam desapercebidas as horas
E a simplicidade que ilumina
Histórias de suas vidas...

Paro. Respiro fundo.
Nergulho em lembranças
E de lá, resgato saudade...
Da infância querida
Do regaço materno
Do fore abraço de meu pai
Do irmão, o sorriso franco e fraterno...

Saudade da gente querida
Das cadeiras nas calçadas
Das brincadeiras de criança
Das tardes calmas e perfumadas
Do forte rolar do rio
Que da Noiva roubava o silencio
E fazia espumar seu véu...

Tempos saudosos... queridos...
De sons abafados hoje
Pelo ruído do progresso

Piracicaba, terra que me viu nascer
Um dia acolher-me-á
No momento do regresso!

(Poesia de Maria Emília Leitão Medeiros Redi)

Parabéns PIRACICABA pelos seus 244 anos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário