... Você pode me ver do jeito que quiser, eu não vou fazer esforço pra te contrariar, de tantas mil maneiras que eu posso ser, estou certa que uma delas vai te agradar...

Total de visualizações de página

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

"Eu tô confundindo tudo?
Eu não tô mais cabendo na minha casa,
eu não tô mais cabendo dentro de mim,
dentro do meu corpo, dos meus pensamentos.
Eu perdi minha paz.
Eu perdi minha concentração, fome, sono.
Eu perdi minha calma.
Eu preciso recuperar isso pra continuar vivendo.
Eu preciso saber se eu tô sozinho ou acompanhado nessa...
Se isso é um delírio, uma ilusão, uma história que eu inventei pra mim.
Queria que você soubesse que mesmo que não dê em nada, já valeu.
Já valeu a pena por tudo que eu experimentei assim, assim sozinho, na solidão dos meus pensamentos, dos meus desejos.
E tudo isso que eu tô sentindo fica preso por um fio de esperança, que vem de cada encontro que a gente tem, de cada vez que eu sinto
o seu cheiro, de cada vez que eu vejo o seu sorriso..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário